Nova bipolaridade eleitoral: esquerda moderada X direita extremista

haddadxbolsonaro

Hoje, Jair Bolsonaro (PSL) vem conquistando o eleitorado direitista tucano e muda a histórica disputa presidencial entre PT e PSDB.

Uma nova direita, que surgiu a partir dos protestos de 2013, “busca soluções simples para problemas complexos, propostos por Jair Bolsonaro, direitista-raiz defensor do autoritarismo militar”, diz pesquisador do Cepesp, Cláudio Couto.

Couto afirma que, ao criar uma versão extremista do antipetismo, o candidato do PSL acaba por produzir nova bipolaridade eleitoral. “Caminhamos para uma disputa novamente bipolar, mas com uma esquerda moderada, representada pelo PT, e uma direita extremista”, diz Couto em artigo para o jornal Estadão.

Ele se baseia nas últimas pesquisas do Ibope de intenção de voto, que mostram significativo crescimento de Fernando Haddad (PT), com 19% dos votos. Isso o coloca em segundo lugar, atrás de Bolsonaro, que apresenta taxa de 28%.

“Da bipolaridade anterior sobrou apenas o PT, impulsionado pela popularidade de Lula. Enquanto Haddad se apresenta como solução dentro dos marcos da democracia. Bolsonaro e seu vice dobram a aposta, lançando dúvidas sobre a confiabilidade das urnas eletrônicas”, analisa.

Anúncios


Categorias:Cepesp na Mídia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: