“Ficamos absolutamente dependentes de caminhões”, destaca Ciro Biderman

O coordenador e pesquisador do Cepesp analisou, em reportagem do Jornal da Band, que as medidas tomadas para solucionar o escoamento de produtos no Brasil são menos sustentáveis e eficientes.

O Jornal da Band da última segunda-feira, dia 11, apresentado pelos jornalistas Ricardo Boechat e Paloma Tocci, tratou da baixa condição operacional da malha ferroviária brasileira. A matéria aponta que 30% das linhas de trem que poderiam servir de escoamento da produção não funciona. Ciro Biderman, coordenador do Cepesp, foi entrevistado pela reportagem do jornal e explicou que o trem exige um investimento de capital elevado e, por isso, os governos priorizam o transporte via rodovias. “Ficamos absolutamente dependentes do serviço de transporte por caminhões, o que ficou claro nessa greve.  Ao mesmo tempo, acabamos tendo soluções que são menos sustentáveis e menos eficientes”, afirma.

malha ferroviária

Malha ferroviária entre Piaçaguera e Serra da Raiz, SP (Foto: Divulgação/MRS)

Segundo Biderman, o investimento no transporte ferroviário de carga resulta em custo operacional baixo apenas a longo prazo, o que fez os governos abandonaram a manutenção e aprimoramento das linhas de trem desde o século passado.

Veja a reportagem na íntegra no site do Jornal da Band.

Anúncios


Categorias:Cepesp na Mídia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: