“As pessoas estão cansadas, talvez o foco não seja a corrupção e o eleitor vote em quem ele acredita que melhore sua vida”, analisa Lara Mesquita sobre as eleições

A cientista política e pesquisadora do Cepesp participou do Globo News Painel e debateu sobre o centro político e a polarização do eleitorado

Lara Mesquita, cientista política e pesquisadora do Cepesp, discutiu junto com o professor da FGV do Rio de Janeiro e também pesquisador do Cepesp, Carlos Pereira, e o diretor do Datafolha, Mauro Paulino, o agitado cenário político das eleições deste ano, com primeiro turno marcado para dia 7 de outubro. O programa foi ao ar na última sexta-feira, dia 21, na Globo News.

O principal tema da entrevista foi a fragmentada esfera do centro político, que busca destacar candidatos capazes de disputar o segundo turno para a presidência. Nesse aspecto, segundo pesquisa do Data Folha mencionada por Paulino, aumenta o número de eleitores aguardando por nomes fora do âmbito radical. O Partido dos Trabalhadores (PT), que ainda aposta na candidatura do ex-presidente Lula apesar de sua prisão, e Jair Bolsonaro (PSL), forte candidato nas pesquisas de voto, não agradam grande parte dos eleitores que ainda não sabem em quem votar.

“Isso se soma a um cansaço do eleitor, já que desde 2013 vemos uma polarização constante com os movimentos de rua, depois com a campanha presidencial de 2014, polarizada e que não termina com o resultado das urnas”, observa Lara Mesquita sobre a incerteza de voto do eleitorado que quer mais propostas e menos embates.

Os pesquisadores do Cepesp também comentaram sobre a dificuldade de se organizar e fortalecer o centro político. “Uma coisa é descrever o que é centro, outra são os partidos que se apresentam como centro. O PMDB, o DEM, o PP, o PSD e todos que estão entre PT e Bolsonaro são centro ou se apresentam como tal”, diz Mesquita.

Para a pesquisadora, talvez o foco principal das eleições não seja a corrupção, mas sim o presidenciável que apresentar um discurso mais convincente sobre melhoras nas condições de vida do cidadão. “Talvez, esse cenário indique que a corrupção é importante, mas que o foco vai ser ‘quem vai melhorar minha vida’, tema tradicional do debate eleitoral”, afirma.

Confira no vídeo a entrevista completa com os pesquisadores do Cepesp Lara Mesquita e Carlos Pereira.

****

Anúncios


Categorias:Cepesp na Mídia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: