Seminário: Desvendando a composição das Executivas partidárias

O professor de Ciência Política da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) Pedro Floriano Ribeiro analisou a composição de 91 Executivas nacionais de 7 siglas diferentes para desvendar o perfil dos dirigentes que comandam os principais partidos brasileiros.

“O objetivo deste trabalho é abrir a caixa-preta dessas elites brasileiras”, disse Ribeiro durante seminário organizado pelo Cepesp, no qual apresentou os resultados preliminares da pesquisa “Quem manda nos partidos brasileiros? Perfil e padrões de renovação das comissões executivas nacionais das maiores legendas do país”.

O professor analisou as Executivas do PMDB, DEM, PSDB, PT, PDS/PP, PSB e PDT e percebeu que a maioria delas são formadas por pessoas que ocupam cargos públicos, especialmente no Congresso Nacional. São as “executivas-bancadas”.

A exceção fica por conta do PT e do PSDB. O primeiro tem um histórico de direções formadas por pessoas sem mandatos. Já o PSDB é um caso intermediário, no qual há uma presença marcante de governadores na elite partidária. 

Assista aqui à íntegra do seminário.

Anúncios


Categorias:Cepesp na Mídia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: